Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades que o CEMNAS traz para você

  • 24 jul 2014
    Objetividade é a melhor maneira de garantir notas altas na redação do Enem

    Objetividade é a melhor maneira de garantir notas altas na redação do Enem

    Quando você está redigindo um texto é comum que seu fluxo de ideias te afaste do tema central da redação e faça com que você escreva mais do que o necessário. E, se você é vestibulando, isso pode significar perder valiosos pontos na avaliação. Por isso, para não ter uma nota ruim no Enem ou vestibular é essencial que você tenha objetividade.

    1 - Clareza é fundamental

    Seu texto deve deixar claro para o leitor, desde o primeiro parágrafo, qual é a sua tese. Mas isso não significa que você deve escrever longas explicações, repletas de informações desnecessárias. Pelo contrário: seja crítico e questione-se, antes mesmo de escrever seu parágrafo, se esse dado é realmente relevante ao tema. E não se esqueça de verificar se ele apresenta alguma relação com o parágrafo anterior.

    2 - Nem muito longas, nem muito curtas

    É comum perder o sentido das frases quando estas são muito longas ou então escrevê-las muito curtas e, consequentemente, gerar muitas interrupções no ritmo de leitura do texto. Por isso, varie o comprimento das sentenças. Opte por frases curtas quando quiser enfatizar algum tópico e períodos longos quando seu objetivo for ilustrar algum argumento. Mas use períodos longos com moderação, pois fazer rodeios para dizer algo simples só vai desmotivar seu leitor.

    3 - Escolha bem as palavras

    É comum pensar que escrever palavras rebuscadas fará você parecer mais culto e, consequentemente, renderá uma boa nota. No entanto, isso nem sempre é verdade porque elas podem complicar demais a leitura do seu texto, sem mencionar que, se você não tiver certeza do seu significado, elas podem até enfraquecer sua tese. Para não perder pontos por isso, reflita se a palavra é de fato adequada para o tipo de texto e para a mensagem que você quer passar.

    Abreviações também merecem cuidado, pois, mesmo que seu objetivo seja facilitar seu trabalho, estas podem complicar o do corretor. Se for usá-las, tenha certeza de que seja uma abreviação muito utilizada. Por fim, evite repetições. Use sinônimos ou até corte palavras de mesmo significado se estas aparecerem muito no seu texto. O mesmo vale para a repetição de informações, afinal ser redundante não é nada bom.

    Fonte: Universia Brasil

     

    Escreva o seu também