Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades que o CEMNAS traz para você

  • 04 mar 2015
    Professores de SP terão curso para identificar alunos superdotados

    Professores de SP terão curso para identificar alunos superdotados

    Os professores da rede municipal de São Paulo terão treinamento para identificar e trabalhar em sala de aula com estudantes com altas habilidades e superdotação. O curso é optativo e terá, inicialmente, 80 vagas.

    O objetivo das aulas, que serão dadas em parceria com a APAHSD (Associação Paulista para Altas Habilidades/Superdotação), é de estimular as diferentes inteligências em sala de aula, identificar os alunos com superdotação e prevenir a discriminação.

    Na justificativa do curso, publicada nesta terça-feira (3), no Diário Oficial do Município, apontou-se que "esta população ainda não é identificada de forma correta".

    - Estas crianças normalmente, por não se enquadrarem nos padrões de ensino, muitas vezes são confundidas como crianças com hiperatividade ou com distúrbios de aprendizagem. A orientação correta é fundamental, assim como a valorização do potencial dos alunos.

    Poderão participar do curso professores de educação infantil, fundamental I e coordenadores pedagógicos que atuem na rede municipal.

    No final de 2014, a Prefeitura regulamentou a lei nº 15.919, que dispõe sobre o atendimento educacional de alunos com altas habilidades ou superdotados em São Paulo. Eles devem ser atendidos em salas regulares, segundo a lei, onde podem receber auxílio para potencializar as habilidades por meio de enriquecimento curricular, expansão de recursos de tecnologia, materiais pedagógicos e bibliográficos da área de interesse.

    O atendimento integra a Política de Atendimento de Educação Especial do Município de São Paulo. Aos alunos superdotados são assegurados "currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específica para atender às suas necessidades", de acordo com a lei.

    Fonte: R7

     

    Escreva o seu também