Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades que o CEMNAS traz para você

  • 24 Dez 2014
    Cidade onde Cid foi prefeito inspirou programa nacional de alfabetização

    Cidade onde Cid foi prefeito inspirou programa nacional de alfabetização

    A cidade natal do governador do Ceará, Cid Gomes, nomeado nesta terça-feira (23) como ministro da Educação, inspirou programas nacionais de educação. O Programa de Alfabetização na Idade Certa, desenvolvida inicialmente em Sobral, foi a base para a criação do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa, do Governo Federal. O programa foi criado quando Cid era prefeito de Sobral e executada a partir de 2007.

    "Essas avaliações, tanto as feitas pelo Ministério, quanto as avaliações censitárias, mostram um quadro preocupante da distribuição regional da desigualdade. Por isso, é tão importante que lá em Sobral, um prefeito e hoje um governador tenham mostrado que encarar a alfabetização na idade certa, não só é possível, como foi realizado. Faz parte da realidade do Ceará", afirmou Dilma Rousseff, quando anunciou o lançamento do pacto nacional.

    Durante discurso na Assembleia Legislativa do Ceará, antes do anúncio oficial de que ocuparia o cargo de ministro, Cid Gomes destacou ações voltadas para educação durante seu governo, de 2006 a 2014, e como prefeito de Sobral, de 1996 a 2004. "Essa experiência teve muito resultado e está sendo estendida desde o ano passado até o quinto ano no Ceará", afirmou.

    A cidade de Sobral alcançou a meta estabelecida para 2021 do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Segundo o Ministério da Educação, o PNAIC envolverá 108 mil escolas, 400 mil turmas e 360 mil professores.

    No Ceará, o Programa Alfabetização na Idade Certa capacitou cerca de 15 mil professores dos 184 municípios cearenses e beneficia mais de 300 mil alunos de 1º e 2º ano do ensino fundamental, de acordo com o governo do estado. O projeto recebeu investimento de R$ 20 milhões do governo estadual.
    Polêmicas com professores

    Cid Gomes também se envolveu em polêmicas que geraram protestos e greves de professores da rede pública estadual. Durante greve de professores das universidades públicas estaduais em 2011, Cid falou que a categoria deveria "trabalhar por amor". "Isso é uma opinião minha que governador, prefeito, presidente, deputado, senador, vereador, médico, professor e policial devem entrar, ter como motivação para entrar na vida pública, amor e espírito público", afirmou.

    Fonte: G1

     

    Escreva o seu também